Mídias Sociais

Cidades

Instituto Fluminense de Engenharia começa a atuar em todo estado

Publicado

em

 

 

Criado em dezembro de 2016, o órgão conta com 200 associados ativos inscritos

 

Bertha Muniz

 

Criado em dezembro de 2016, com o objetivo de congregar pessoas físicas e jurídicas promovendo a troca de informações e a reciclagem profissional, o Instituto Fluminense de Engenharia realiza uma série de atividades que têm como foco assuntos em voga e que envolvam o exercício profissional. A ideia da criação de um braço para atender a demanda dos profissionais de todas as áreas da Engenharia surgiu em Macaé, mas a sede do órgão fica no Rio.

Atualmente o instituto conta com 200 associados ativos inscritos. Para eles, estão à disposição de associados e palestras, cursos, seminários, ministradas por especialistas em cada área.  “Estamos olhando o estado do Rio como um todo, apesar de nossas atividades principais acontecerem em Macaé e região. Nosso foco é ser uma segunda casa para os profissionais da área, para que tenham todo aparato legal e profissional”, avalia o presidente do instituto, Vicente Cardoso.

Constituído por um quadro associativo especializado e dez divisões técnicas, o Instituto Fluminense de Engenharia dirige diversas ações para a comunidade em geral, órgãos públicos, organizações não-governamentais e empresas de vários ramos de atividade. Os objetivos dessas áreas são o estudo, o debate e a divulgação de assuntos técnicos e problemas que envolvam o exercício profissional em todos seus aspectos. Essas atividades se dão por meio de palestras, cursos e seminários, entre outros.

“Um enorme desafio é auxiliar o setor na formação de quadros, tanto por meio do treinamento e capacitação. Se persistirmos nessas ações, em alguns anos teremos mais profissionais motivados e preparados”, destacou o diretor de Integração do instituto, João Marcelo Pires.
O Instituto Fluminense de Engenharia realiza sua missão através da promoção do desenvolvimento e da valorização da engenharia; promoção da qualidade e credibilidade de seus profissionais; prestação de serviços à sociedade, promovendo fóruns e debates sobre problemas de interesse público, analisando e manifestando-se sobre políticas, programas e ações governamentais, elaborando estudos, pareceres técnicos e propostas para o poder público e para a iniciativa privada, prestação de serviço aos associados.

 

 

 

Mais lidas da semana