Mídias Sociais

Cidades

Feriadão pode ser teste para Plano Verão da Enel

Publicado

em

 

A concessionária divulgou que iria antecipar o Plano verão com o intuito de melhorar o desempenho do serviço

Thaiany Pieroni

 

O feriadão que começa nesta quinta-feira, 02, devido ao dia dos Finados, pode ser um primeiro teste para avaliar a funcionalidade do Plano Verão da Enel. Depois de muitas reclamações, a concessionária responsável pelo fornecimento de energia da Região dos Lagos, teria comunicado que adiantaria o plano verão para o dia 30 de outubro, com o intuito de melhorar a qualidade do serviço.

Como se sabe no período do verão, a Região dos Lagos tem um grande aumento populacional e uma das principais preocupações de moradores e empresários da Região é com relação ao fornecimento de energia. Há meses, todas as cidades atendidas pela Enel estão sofrendo com quedas de energia constantes. E o receio é que o problema agrave com o aumento da demanda.

Mas, a credibilidade da empresa está em baixa. A maior parte dos usuários do serviço não acredita que essa seja a solução para o problema e continuam temerosos com as circunstâncias.

“Dessa concessionária só podemos aguardar tudo de ruim, pois desde que assumiu nada de bom aconteceu. Os transformadores continuam os mesmos. Pelo menos na rua que moro nem carro da Enel eu vejo”, desabafou a usuária Auriete.

Já Isabel Cristina disse que sua primeira experiência depois do início do “plano verão” não foi das piores. No mês passado ela chegou a ficar praticamente sem energia por 16 dias. Já que todo dia a luz faltava e o atendimento para restabelecer o serviço levava horas.

“Começou o vento nesta terça-feira, 31, a luz já faltou. Mas pelo menos foi restabelecida em torno de duas horas. Para quem já ficou até 24 horas sem luz, esse prazo é quase um milagre”, avaliou.

De acordo com Cláudia Guimarães, diretora de Relações Institucionais da Enel, o plano é, basicamente, um reforço em todas as operações da empresa, aumentando o número de efetivos e intensificando a atuação de equipes multidisciplinares e motociclistas, que poderão chegar aos locais mais isolados com maior rapidez.

“Ele estava planejado para começar na primeira quinzena de dezembro e o aumento previsto das equipes é de 30%. No último ano o plano foi muito bem sucedido e é um trabalho de reforço em virtude do aumento populacional na região”, explicou.

Mais lidas da semana