Mídias Sociais

Cidades

Encontro discute segurança no comércio de Macaé

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Da redação

 

Na tarde dessa segunda-feira (14), foi realizada na sede do 32º Batalhão de Polícia Militar, uma reunião para tratar sobre o reforço da segurança nas áreas comerciais para o período de compras natalinas.

O encontro foi proposto pelo Conselho de Segurança Pública do município, após recebimento de demandas da classe comercial, encaminhadas pela Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM), e contou com a presença do Comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar, Tenente-coronel Fábio Corrêa, Presidente da Francisco Navega, Diretora da ACIM, Márcia Costa, Patrick Moraes, diretor do Conselho de Segurança e Subcoordenador Cardoso da Guarda Municipal.

O presidente da ACIM, Francisco Navega, reforçou o pedido que vem recebendo da classe empresarial em relação à segurança pública

‘’ Temos a Polícia Militar como uma grande parceira, e a presença da polícia e da Guarda Municipal nas áreas comerciais eleva a sensação de segurança, tanto para aqueles que trabalham nos comércios, quanto para aqueles que vão as compras’’

Ao tomar conhecimento da demanda, o Tenente-coronel Fábio Corrêa, comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar, garantiu que reforçará o policiamento em toda região central neste período de maior circulação de pessoas, e que já a partir dessa semana policiais que atuam em setores administrativos estarão nas ruas realizando o policiamento com viaturas, motos e a pé.

O comandante também falou sobre a importância do registro da ocorrência pelas eventuais vítimas de algum crime, para que seja possível uma atuação mais direcionada ao problema e sobre o impacto na pandemia nas atividades da polícia militar.

‘’ Neste período tivemos algumas dificuldades operacionais causadas pelo número considerável de afastamentos de nossos policiais das ruas por terem contraído o vírus, e com isso tivemos que promover ajustes em nosso planejamento, por isso é importante a formalização da ocorrência para todo e qualquer crime, para que a Polícia Militar possa ter uma ação mais efetiva, e estamos sempre à disposição para receber as solicitações e somar forças com outros órgãos para melhor atender as demandas da sociedade’’. Destacou o comandante do 32º BPM.

Nos próximos dias os representantes da Polícia Militar, Guarda Municipal e Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, irão se reunir para definir o planejamento e realização de ações integradas entre os órgãos.

Menores em condição de vulnerabilidade social também é pauta do encontro

Outro problema que vem sendo relatado pelos funcionários dos comércios da área central, são ocasionais transtornos causados por grupos de menores, que causam insegurança por quem passa no local.

‘’ Há aqueles que apenas pedem ajuda ou vendem doces de forma pacífica, mas há aqueles que são agressivos, intimidam os clientes, praticam atos de vandalismo, furtos e provocam agressões entre si, tememos que em uma dessas brigas alguma fatalidade aconteça’’. Relatou um funcionário do comércio que preferiu não se identificar.

Segundo o Diretor do Conselho de Segurança Pública, Patrick Moraes, este é um problema social que as instituições de segurança pública possuem limitações para atuação e devem ser tratados pelos órgãos de assistência social e de defesa dos direitos das crianças e adolescentes.

’ Temos visualizado diariamente a presença de grupos de menores em condições de vulnerabilidade social por toda região central, não podemos marginalizar a simples presença dos menores, mas iremos encaminhar para os órgãos proteção e defesa dos direitos das crianças e adolescentes essa questão para que medidas sejam tomadas para garantir o amparo necessário para reestabelecimento dos vínculos familiares’’, ponderou Patrick.

Patrick disse ainda que nos próximos dias, o Secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Bruno Dauaire, virá ao município para conhecer e verificar de que forma a secretaria pode colaborar para o fortalecimento da rede de proteção social e consequentemente possibilitar uma resposta mais efetiva dos órgãos a essa demanda’’.

Crédito: Divulgação

Mais lidas da semana