Mídias Sociais

Cidades

Diretoria do Hospital São João Batista, de Macaé, realiza Abraço Virtual à Irmandade neste feriado de 07 de Setembro

Daniela Bairros

Publicado

em

 

Daniela Bairros

Hoje, dia 07 de setembro, feriado da Independência do Brasil, também é uma data importante para macaenses e profissionais da área da saúde, principalmente médicos. É que hoje seria realizada a 8ª edição do Abraço à Irmandade São João Batista, mas devido à pandemia do novo coronavírus, o evento, segundo o médico oncologista e um dos diretores da instituição, Sávio Mussi, será virtual.

A fundação da Irmandade São João Batista de Macaé teria ocorrido em 22 de maio de 1872 e teve a sua origem em uma comissão formada por segmentos da sociedade macaense, no dia 07 de setembro de 1867, objetivando a construção do primeiro hospital de Macaé, que seria dedicado às obras de caridade voltadas para os mais necessitados da cidade.

Coincidentemente e sem conhecer o detalhe do marco da história, neste mesmo dia, 07 de setembrode 2013 graduandos da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), profissionais de saúde e apoiadores da sociedade organizaram o Abraço à Irmandade em busca de apoio solidário da sociedade,  soluções para melhor financiamento dos serviços prestados ao SUS (Sistema Único de Saúde), sustentabilidade  da instituição, recuperação de sua estrutura predial histórica  e melhores condições pra atividade de ensino. Embora tenha ocorrido no ano de 1867, os membros formadores da comissão da Irmandade de São João Batista saíram a bater nas portas do povo de Macaé, no dia 07 de setembro, para pedir contribuições que seriam destinadas à construção do prédio do seu hospital.

E hoje, após 153 anos, mais uma vez os irmãos de São João Batista ocupariam, neste mesmo 07 de setembro, as ruas da cidade para novamente pedir que saiam de suas casas e abram os braços promovendo um grande e generoso abraço com objetivo de estabelecer uma verdadeira rede de solidariedade na defesa do patrimônio de incalculável valor humanitário que precisa ser cuidado. “Mas, devido à pandemia da Covid-19, a Irmandade São João Batista não fará o tradicional abraço, alertando sobre a necessidade de promover o distanciamento social e as medidas de prevenção quanto à transmissão do vírus, e em respeito e solidariedade às famílias das vítimas do coronavírus  e de todas as outras doenças agravadas nesse delicado momento da sociedade”, destacou Sávio Mussi.

Créditos: Divulgação

Mais lidas da semana