Mídias Sociais

Cidades

Carrinho movido a energia solar pode ser solução para ambulantes que utilizam botijões de gás em Cabo Frio

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

Uma barraca movida a energia solar pode ser a solução para os ambulantes, que atuavam nas praias de Cabo Frio com botijões de gás, e foram embargados por um decreto municipal, publicado no dia 30 de janeiro deste ano, à pedido do Ministério Público. O projeto foi apresentado à população cabo-friense neste fim de semana pelo próprio prefeito, Dr. Adriano e pelo secretário de turismo, Radamés Muniz.

A ideia é que a energia solar produzida através do carrinho seja suficiente para que os ambulantes trabalhem com os alimentos que dependem de preparo no fogo. Com isso, seria possível dar fim ao uso dos botijões de gás nas praias sem causar prejuízos aos trabalhadores.

De acordo com a prefeitura, a princípio o custo desses carrinhos seriam custeados pela iniciativa privada.

Para o secretário de Turismo, Radamés Muniz, a medida, se oficializada, representará um ganho enorme para o turismo de Cabo Frio. “Assim como o morador, o turista também quer se sentir seguro em nossas praias, sem a preocupação constante de um carrinho a gás explodir ao lado dele a qualquer momento. Além de ser uma alternativa mais segura, é também ambientalmente correta”, explicou.

 

Polêmica sobre o gás de cozinha – No final de janeiro, a prefeitura de Cabo Frio publicou um decreto, seguindo as determinações do Ministério Público, no qual fica proibido a utilização de botijões de gás nas praias da cidade. Desde então, os ambulantes pressionam o Governo Municipal a reverter essa decisão.

Uma reunião chegou a ser realizada entre o prefeito, Dr. Adriano Moreno, e uma comissão de ambulantes. Na ocasião, Adriano falou sobre a possibilidade de liberar o uso desse material, seguindo algumas normas. Para isso, o projeto com as determinação deveria ser aprovado pela Câmara dos vereadores. O projeto, inclusive, já circula na Casa Legislativa e deve ser votado em breve.

Enquanto isso, a postura do município continua fiscalizando com rigor, os ambulantes que descumprem a decisão.

Na última sexta-feira, 27, uma equipe da Fiscalização de Postura esteve na Praia do Forte promovendo a operação “Postura em Ação”, que tem o objetivo de fiscalizar a atividade dos vendedores ambulantes e, principalmente, o uso de botijões de gás e materiais inflamáveis para o preparo de alimentos. Uma tenda como base para o trabalho foi montada em frente à Praça das Águas. Os comerciantes que não estavam enquadrados na lei foram notificados para que deixassem o espaço no intervalo de uma hora. No final do dia, a Postura solicitou que três ambulantes retirassem o material da areia da praia, sem apreensão dos mesmos. Caso haja reincidência, o material será apreendido.

Mais lidas da semana