Mídias Sociais

Cidades

Cabo Frio terá atividades em adesão a campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

O município de Cabo Frio realizará diversas atividades, a partir de segunda-feira, 18, em adesão a campanha mundial “16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”. O evento acontece das 9h às 16h, na Praça Porto Rocha. No dia 26, é a vez de Tamoios, também de 9h às 16h, na Praça do Ginásio Poliesportivo de Tamoios.

A campanha é realizada simultaneamente por diversos setores da sociedade civil e do poder público, engajados nesse enfrentamento. A ação é desenvolvida pela Coordenadoria-Geral dos Direitos da Mulher (Cogedim), que neste ano conta com a parceria Coordenadoria-Geral de Igualdade Racial (Cogepir).

Serão realizadas rodas de conversas, palestras, teatro, desfiles, dentre outras atrações todas voltadas contra a violência à mulher, onde será abordada ainda a temática do racismo. Também serão oferecidos serviços como corte de cabelo, maquiagem, design de sobrancelhas, aferição de pressão, medição de glicose, atendimento do PROCON com orientações jurídicas e de sub-registro. A equipe da Patrulha Maria da Penha, do 25º Batalhão de Polícia Militar (BPM) também estará presente.

Cerca de 160 países já aderiram à campanha, que envolve outras mobilizações voltadas para o fim da violência de gênero.

“Desconstruir o racismo é o dever de todos da sociedade, muitas vidas de jovens são ceifadas, precisamos refletir sobre o assunto e falar desse tema, temos a obrigação de fazer parte dessa mudança. O racismo não é uma pauta somente das pessoas negras e sim de toda sociedade, sendo também uma forma de violência que temos a obrigação de combater”, explica Nilma Carneiro, coordenadora-geral dos Direitos da Mulher.

O evento conta com o apoio da Oab/Mulher, Escola Técnica de Aplicação Profissional (ETAP), Clinica Sorrisus, Embeleze, Mercado Tropical, Prolagos e Marbela.

 

Sobre a campanha - Os 16 dias de ativismo começaram em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres, iniciaram uma campanha com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo, segundo a ONU Mulheres Brasil. No Brasil, a campanha ocorre desde 2003 e é chamada 16+5 Dias de Ativismo, pois incorporou o Dia da Consciência Negra.

Mais lidas da semana