Mídias Sociais

Cidades

Cabo Frio discute mobilidade urbana com foco no turismo

Thaiany Pieroni

Publicado

em

Nesta quarta-feira, 18, acontece mais uma reunião para elaboração do plano de mobilidade urbana de Cabo Frio. Desta vez o encontro será entre as Secretarias de Mobilidade Urbana e Turismo e visa discutir os principais problemas enfrentados pelo trade turístico e buscar soluções com foco na próxima temporada.

Para a reunião, a Secretaria de Turismo preparou um extenso levantamento junto aos empresários do setor. Serão discutidos assuntos como dificuldades em relação à mobilidade urbana como o congestionamentos, pontos de embarque e desembarque de passageiros e até mesmo estacionamento. A pauta também vai abordar soluções sobre como tornar a cidade mais acessível para possibilitar o fluxo, incentivando o uso de transporte não motorizado como uma forma de incentivar mais ainda o turismo.

O encontro será às 18h, na sede da Secretaria de Mobilidade Urbana, na Rua Governador Valadares, 364, no bairro de São Cristóvão, e faz parte da segunda fase de criação do Plano Municipal de Mobilidade Urbana, que teve início em março com uma reunião setorizada com os taxistas. Representantes do segmento de acessibilidade também já se reuniram com a equipe da Secretaria de Mobilidade Urbana. Serão realizadas, ainda, reuniões com setores específicos como motoristas do transporte escolar e ciclistas entre outros. O objetivo é levantar informações e buscar soluções para os problemas de cada setor.

De acordo com o coordenador do Departamento de Engenharia de Trânsito e Transportes (Engettrans) da Secretaria de Mobilidade Urbana, Leandro Knopp, esta segunda fase tem o mesmo objetivo da primeira, que é detectar os problemas relacionados à mobilidade, mas agora através reuniões setorizadas, e não mais abertas à população.

“O princípio é o mesmo da primeira fase, só o que muda é a particularidade de cada setor. Antes, detectamos os problemas territoriais de cada bairro, com uma disposição geográfica específica, e as soluções serão implantadas cada uma em seu bairro, seguindo as especificações de cada localidade. Agora vamos detectar os problemas de cada setor, e as medidas serão implantadas em toda a cidade, de uma forma geral”, contou ele.

 

 

 

Sobre o plano - O projeto do Plano Participativo de Mobilidade Urbana foi lançado em 2017. Na ocasião, os delegados do Plano participaram de uma capacitação no início de novembro que teve por objetivo transmitir conceitos sobre mobilidade urbana utilizados na política nacional (Lei 12.587 de 2012). A ideia é que os delegados possam agir como formadores de opinião para difundir os conhecimentos em seus bairros.

Além dos encontros presenciais, a Secretaria de Mobilidade Urbana também vem realizando uma pesquisa online de origem e destino, desenvolvida pelo Departamento de Engenharia de Tráfego e Transportes. O objetivo é conhecer os hábitos da população cabo-friense para a elaboração do Plano Participativo de Mobilidade Urbana. Para obter um resultado eficiente é necessária a participação de todos os moradores.

Para participar é necessário responder as perguntas do questionário disponível no endereço eletrônico https://goo.gl/KVnr2w informando e-mail, nome e sobrenome, idade, gênero, renda familiar, escolaridade, além do tipo de residência e bairro onde mora, estuda, faz compras e utiliza para lazer. Também é preciso informar as necessidades de mobilidade e acessibilidade e sugerir como é a cidade esperada para os próximos anos.

O calendário de elaboração do Plano de Mobilidade Urbana de Cabo Frio ainda prevê outras pesquisas complementares e eventos técnicos (com especialistas). Após a consolidação do Plano em forma de Projeto de Lei (PL), ele será encaminhado à Câmara Municipal de Vereadores para aprovação.

Mais lidas do mês