Mídias Sociais

Cidades

Búzios pode ter uma rodoviária a altura de seu glamour

Publicado

em

 

Arquiteto Octavio Raja Gabaglia aponta bairro São José como o ideal para construção de nova rodoviária de Búzios.

Na empolgante discussão para escolha do melhor bairro para construção do terminal rodoviário de Búzios, São José ou Rasa, a defesa do Octávio Raja Gabaglia é para o São José. Como profissional experiente e preocupado com o ordenamento e manutenção do estilo arquitetônico do município, o arquiteto e urbanista destaca alguns atributos que favorecem a construção no local, entre elas o tamanho da área disponível para o terminal rodoviário e o projeto de implantação de um eixo principal de acesso para melhoria na fluidez do trânsito do balneário.

O Plano Rodoviário, que consta no Plano Diretor, aprovado em 2006, prevê o acesso iniciando no bairro Maria Joaquina, cortando por uma estrada que se une a outra via conhecida como “Estrada da Fazendinha”, saindo então na RJ-102 (Búzios x CaboFrio), no bairro Baía Formosa, onde continua o acesso até onde ficaria o terminal, no bairro São José.

Segundo o arquiteto, há a disponibilidade de 20 mil metros quadrados de área para o novo terminal e ainda conta que, quando secretário de Desenvolvimento Urbano do município em 2020, teve a afirmativa do presidente de Alerj, deputado André Ceciliano, sobre uma verba liberada por meio de uma emenda parlamenta para construção dessa estrada.

A Prefeitura de Búzios chegou a expor a proposta de uma nova rodoviária no bairro Rasa, depois o próprio prefeito Alexandre Martins, realizou enquete popular em sua página do Facebook para que os moradores escolhessem o local do novo terminal.

A votação foi iniciada 11 dias após o Ministério Público do Rio de Janeiro requerer retirada de pauta projetos que alterem o Plano Diretor, devido a desatualização do documento. O debate sobre o melhor lugar para construção estava programado para o mês de agosto, mas a Câmara suspendeu as audiências públicas cumprindo a recomendação do MPRJ.

Octávio explicou que a decisão de construir o terminal no bairro Rasa é equivocada, porque a entrada de Búzios pela RJ 102, para quem vem do Rio de Janeiro ou Macaé, foi construída através de ruas de loteamentos diversos, “não preparadas para receber o volume de tráfego que por elas flui, e, além disso, são estreitas para uma rodovia, com caixa de 7 metros no máximo, na maior parte sem acostamentos”. Outro problema apontado pelo arquiteto é a vida de quem vive à margem da RJ 102, que "deve ser absolutamente insegura e infernal".

Entre as diretrizes do Plano Rodoviário também estão: a criação da via alternativa, na área da península, visando atender à sazonalidade da atividade turística e servir de eixo de interligação entre os Bairros Ferradura, Geribá, Cem Braças e São José; a criação de malha cicloviária, possibilitando a circulação das bicicletas com segurança, em vias exclusivas e prevendo sua integração com os pontos de parada do transporte público e com as áreas de estacionamento de veículos; e  oferta de vias de qualidade para a circulação de pedestres, pavimentadas, sinalizadas e arborizadas, adaptadas aos portadores de necessidades especiais, e estabelecimento de áreas exclusivas para pedestres no Centro da cidade, de acordo com projeto de requalificação da área central.

Octavio reforça que com a rodoviária no bairro Rasa haverá uma movimentação ainda maior no interior do bairro, o que irá prejudicar a vida do morador, com o aumento do fluxo de veículos, tendo como consequência até um possível aumento do número de acidentes. “

A modificação do traçado passando pelo Brejo da Malhada até alcançar a estrada da Baía Formosa, seguindo sobre esta até encontrar a divisa de Cabo Frio-Búzios, resolveria todos esses problemas. Se não tivesse outra alternativa seria ruim, tendo é lamentável”, sentencia.

Mudança do Plano Diretor

As discussões sobre o melhor lugar para a nova rodoviária estão sendo realizadas na Câmara de Vereadores. O prefeito Alexandre Martins enviou ao legislativo o Projeto de Lei Complementar (PLC), em que propôs a mudança da rodoviária para o bairro Rasa, à princípio sem apresentação de nenhum estudo técnico feito por instituições especializadas. A mensagem está no Conselho de Constituição e Justiça (CCJ) para apreciação.

Sobre Octavio Raja Gabalia

Octavio Raja Gabalia, ou Otavinho, é reconhecido internacionalmente pelo trabalho como arquiteto e urbanista, principalmente, por criar e defender o “Estilo de Búzios”. Ele criou a famosa Rua das Pedras e estabeleceu uma norma não escrita, que, décadas após, foi transformada em lei, no qual, não é permitido mais de dois andares. Desta forma, protegeu a harmonia das construções com a paisagem que Búzios oferece.

Mais lidas da semana