Mídias Sociais

Cidades

Barracas poderão pernoitar nas areias da Praia do Forte, em Cabo Frio, apenas em três feriados

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

As barracas montadas na Praia do Forte, em Cabo Frio, terão a permissão para pernoitarem nas areias, em apenas três feriados do ano. Nos demais dias, é obrigatória a retirada de todo o material.

A decisão foi tomada durante uma reunião entre as partes envolvidas. Participaram do encontro o prefeito Dr. Adriano Moreno; do secretário de Desenvolvimento da Cidade, Felipe Araújo, e do procurador-geral do município Bruno Aragutti Mônica, com representantes do Sindicato dos Ambulantes, da Associação dos Barraqueiros, da ONG Mar sem Lixo e do procurador da República Leandro Mitidieri Figueiredo. O encontro aconteceu na sede da Prefeitura.

Na ocasião foi discutido todo os itens do de Ajuste de Conduta (TAC) que proíbe o pernoite de elementos fixos, como barracas e carrinhos na areia da Praia do Forte. De acordo com o documento, veículos devidamente cadastrados são autorizados a transitar no local para fazer a montagem das estruturas até as 7h da manhã, e das 18h às 22h para a desmontagem e retirada do material.

Após a argumentação dos barraqueiros, ficou estabelecido que as barracas fixas poderão pernoitar na areia da praia durante a Semana Santa, no Réveillon e no Carnaval, já que segundo os comerciantes, há dificuldade em desmontar as barracas nessas datas. Para isso, foi assinada uma minuta em que é solicitada a modificação no TAC. O acordo é provisório e não é válido para os carrinhos, que devem ser retirados normalmente ao fim do dia.

O secretário de Desenvolvimento, Felipe Araújo, afirma que a Prefeitura está apenas seguindo o que foi acordado entre as partes.

“Lembramos que a Prefeitura é de todos e para todos. Temos que olhar não só os direitos dos barraqueiros, mas de toda a população. Temos que defender o equilíbrio entre as atividades e o respeito ao meio ambiente. Precisamos ser presentes em tomadas de decisão visando sempre ao bem comum, que neste caso é a praia”, afirma o secretário.

Mais lidas do mês