Mídias Sociais

Artigos

O que você ouve de sua voz interna?

Avatar

Publicado

em

 

Como é a sua experiência com o espelho?

Se sente orgulho de você, parabéns, é bem provável que você tem uma imagem de si positiva e se aceita como é e gosta de si mesmo. Isso é muito bom. Agora, será maravilhoso se você tiver consciência plena dos seus pontos fortes e também dos seus pontos fracos. Afinal, ninguém é perfeito.

Quando temos consciência dos nossos pontos fracos e se eles estão nos atrapalhando, podemos fazer algo para melhorar, pois quem se recusa ou tem medo de se ver por dentro, vai procurar esconder de si e dos outros, aquilo que não gosta em si, e assim nunca poderá se autodesenvolver e melhorar sua autoestima. Nós percebemos nossa autoestima, quando ouvimos aquela voz interna que fala o tempo todo conosco, ora nos recriminando, ora nos elogiando.

Pois é, a voz interna nada mais é do que nossos pensamentos e sentimentos sobre nós mesmos. A qualidade da voz interna reflete a reputação que criamos de nós mesmos, a autoestima.
A autoestima é resultado do conceito que faço de mim, ou seja, o  que penso e sinto sobre mim mesmo, da confiança que deposito em mim, manifestada pela expressão “Eu confio no meu taco” e do
respeito que tenho pelo meu eu real, admirando minhas fortalezas e tendo compaixão das minhas fraquezas.

Nossa autoestima será boa se nos vermos com bons olhos. Mas, se nos percebermos como uma pessoa inadequada, insegura, limitada em suas competências, nossa autoestima poderá ficar
comprometida e, consequentemente, nosso comportamento será o reflexo da autoimagem.

Se você está com a autoestima baixa e diz: “eu não posso”, estará enviando uma mensagem negativa de que vai falhar. E será visto  como alguém que não pode realmente e, portanto, vai falhar. Mas se a pessoa tem a autoestima equilibrada e diz: “Eu posso”, será
visto como alguém bem sucedido e capaz.
Somente a própria pessoa é detentora do poder sobre sua voz interna. Se for adequada, a pessoa poderá pensar de modo assertivo, sentir positivamente e agir assertivamente.

Uma pessoa melhora sua autoestima, quando corre riscos e busca atingir suas metas de vida, ficando assim satisfeita consigo mesma.
Uma pessoa alimenta sua autoestima positivamente quando é assertiva e procura se posicionar firmemente na vida.
Uma pessoa alimenta sua autoestima quando tem tolerância, compaixão e perdoa a si mesma, quando não consegue ser perfeita.
Uma voz interna crítica e destruidora impede a pessoa de contatar suas próprias forças do eu real .
Uma voz interna amiga e verdadeira é madura e tem o dom da ponderação. Estimula o contato com as fraquezas e fortalezas, as ameaças e oportunidades do eu real.

O que você ouve de sua voz interna?

Paulo Maravilha

Coach de Vida | Entusiasta | Escritor

Mais lidas da semana