Mídias Sociais

Artigos

A arte da imperfeição

Avatar

Publicado

em

 

Você é imperfeito, porém merecedor de amor e pertencimento e tenha a plena certeza de que, mesmo que não seja um(a) super-herói, você é absolutamente
suficiente para ser melhor cada dia mais.

O segredo está na aceitação de que não somos perfeitos! Ela é a chave do “empoderamento”, pois nos leva a um estado de vulnerabilidade... e a vulnerabilidade é a mãe de todos os processos transformadores e criativos. É assumindo em nós nossas fraquezas, que então nos tornamos fortes.

É incrível como é uma libertação ser a gente mesmo encarando nossas vulnerabilidades. Nos tornamos leves por aceitar quem somos, nossos defeitos
e nossas “panes” emocionais. O melhor de tudo isso é que temos a oportunidade de crescer e adquirir habilidades, agindo mais e reagindo menos,
melhorando a cada dia nossos comportamentos, ainda que pareça que nossos erros sejam algo constante.

Por isso não “anestesie” sua vulnerabilidade! Em nossa historia como seres humanos, nossa geração supera as anteriores em obesidade, doenças psíquicas, alcoolismo e dependência química. Brene
Brown (na qual baseio este texto) uma pesquisadora americana, classifica tais mazelas como “anestesias da vulnerabilidade”. O vício, ou um hábito super aprendido, é em sua essência uma tentativa de fuga das próprias fraquezas. Tais anestesias, porém, possuem um grande defeito: não são seletivas. Ao anestesiar sua baixa autoestima com um pote de sorvete, um punhado de comprimidos, um “porre” ou apenas com doses homeopáticas de qualquer química que não seja a sua, o indivíduo anestesia também sua alegria, confiança e paz interior.

Então, viajar para dentro de si poderá te conduzir a algumas descobertas desagradáveis. Se você é um ser humano certamente possui limitações, pontos fracos e aspectos negativos. Isso quer dizer que você é vulnerável. Apesar de todos os seus esforços, a perfeição não foi alcançada.

A melhor opção para as vulnerabilidades, no entanto, é a do abraço. Ouse abraçar sua vulnerabilidade, aceitar suas imperfeições e decidir continuar a caminhar com a coragem de ser imperfeito.

Paulo Maravilha | Entusiasta | Coach de Vida | Escritor

Mais lidas da semana