Mídias Sociais

Política

Vacinação contra o coronavírus para adolescentes cm idade entre 12 e 15 anos segue até sábado, 18, em Macaé

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé anunciou nova atualização do seu calendário de vacinação contra o coronavírus, com atendimento voltado para a aplicação da 1ª dose para adolescentes com idade entre 12 e 15 anos de idade.

O atendimento, que acontece nos postos fixos de vacinação, na região central, e nas unidades ESF da região serrana, começou nesta quinta-feira, 16, para adolescentes com 15 anos de idade, prosseguindo nesta sexta-feira, 17, e neste sábado, 18.

Enquanto os adolescentes de 14 anos recebem a 1ª dose nesta sexta, os jovens de 12 e 13 anos podem receber a 1ª dose neste sábado, lembrando que os adolescentes com 16 e 17 anos que perderam seus dias de vacinação também podem receber a 1ª dose em qualquer 1 desses dias.

Mas os jovens e seus responsáveis devem ficar atentos ao procurar os postos fixos de vacinação na região central da cidade, já que o atendimento no Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo, o Moacyrzão, será transferido para outra unidade.

“Em virtude da programação de jogos, o atendimento no Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo será transferido para o Grêmio Recreativo Escola de Samba Império da Barra, situado na Rua Calixto Fernandes das Neves, na Fronteira”, alertou o município.

Para receber a 1ª dose, os adolescentes precisam estar acompanhados de um dos pais ou de alguma responsável, além de apresentar documento de identificação com foto, comprovante de residência, CPF ou cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), e o Código QR impresso que é gerado ao fazer o pré-cadastro da vacinação no site da prefeitura.

O município reforça que a vacinação ocorre após a entrega de novas remessas de doses da Pfizer voltadas para a 1ª dose pelo Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, através do governo estadual do Rio.

A vacinação dos adolescentes entre 12 e 17 anos segue uma decisão da Secretaria Estadual de Saúde do Rio e do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio (Cosems-RJ), que definiu que apenas vacinas da Pfizer poderão ser usadas para essa finalidade.

Mais lidas da semana