Travestis e transexuais terão acesso à carteira a partir de março de 2018. Documento é válido como identificação oficial.

O Detran do Rio de Janeiro passará a emitir carteiras de identidade com nomes sociais no estado. Os documentos trarão os nomes de batismo e social. A medida foi criada na última quinta-feira (23) pelo Governo do Rio, a pedido da Secretaria de Direitos Humanos. O decreto que institui o documento será regulamentado pelo Detran, que terá 120 dias para iniciar a sua emissão. Cerca de 200 funcionários do órgão receberam treinamento para aprimorar o atendimento oferecido ao usuário durante todo o mês de outubro. As aulas foram realizadas pela Secretaria de Direitos Humanos.

“A emissão da identidade social é uma conquista histórica e o Detran se preparou para estar pronto para oferecer um atendimento com respeito, qualidade, eficiência, dignidade e carinho. Por isso, treinamos cerca de 200 funcionários no mês passado para aguçar a nossa sensibilidade com este público e entender as suas necessidades, iniciando uma grande campanha interna do Detran que vai ao encontro dessas pessoas, que merecem toda a nossa deferência porque somos uma casa aberta para que o cidadão se sinta acolhido aqui”, explica o presidente do Detran, Vinicius Farah.

Para que a Carteira de Identidade Social seja um reflexo fiel da personalidade de seus donos, o documento trará os seus nomes de batismo e aqueles desejam usar, pelos quais são conhecidos socialmente. O nome social, no entanto, não poderá ser alterado. O documento é válido como identificação oficial.

Autor: Bertha Muniz

Foto: Reprodução/Internet