O Ginásio do Juquinha reuniu no último sábado, dia 11, lutadores de Macaé e região pela 6ª edição do X Force MMA. O evento contou com lutas eletrizantes e quatro disputas de cinturão, que agitaram o público presente. A torcida deu um show a parte nas arquibancadas, comparecendo em bom número e incentivando os atletas.

“Gostaria de destacar os grandes combates que tivemos. Tanto no MMA profissional quanto amador contamos com disputas de alto nível. O evento está crescendo bastante. Tivemos a transmissão ao vivo pelo Facebook que foi sensacional. A torcida deu um show. Os atletas também se emocionaram bastante. Isso faz valer todo o esforço. Agradeço a todos que ajudaram, aos patrocinadores e em especial a minha equipe, que é a melhor do mundo”, afirmou Luiz Henrique, organizador e dono do X Force MMA.

Na luta principal, Lincon de Sá mostrou todo o seu repertório e manteve o cinturão da categoria peso-mosca ao vencer o desafiante Lucas Oliveira. O combate foi resolvido logo no primeiro round, quando Lincon levou a luta para o chão e mostrou que tem um jiu-jitsu afiado, vencendo por finalização.

O confronto entre Ítalo Gomes e Renan Leal também foi eletrizante. Eles lutaram na categoria peso-pena. Os dois travaram um duelo bastante estudado. No fim, Ítalo conseguiu soltar melhor o seu jogo. Ele pontuou mais que Renan e acabou vencendo por decisão unânime dos jurados.

Na categoria meio-pesado o cinturão ficou nas mãos de Thiago Big Monster. Wandersson Samurai mostrou que tem a mão pesada e quase venceu a luta no primeiro round. Mas Big Monster optou por continuar no combate e acabou levando para a casa o cinturão com um nocaute técnico no segundo round. Outra luta que levantou o público presente foi entre Matheus Capoeira e Jairo Ribeiro, valendo o cinturão dos meio-médios. Matheus atropelou e precisou de apenas 25 segundos para despachar o adversário. Vitória por nocaute técnico e cinturão garantido.

Ainda tivemos a vitória de Wylson Monteiro sobre Paulo Roberto por nocaute técnico aos 4:57 do primeiro round na categoria até 66 quilos. Também pelo evento principal, Charles Lee venceu Ricardo Bombinha, também por nocaute técnico, só que no segundo round. Nessas duas lutas não tivemos disputa de cinturão.

No card preliminar, tivemos lutas de MMA amador. Elizeu Batoré venceu Elison Samurai por finalização aos 1:21 do segundo round. Em outra luta, Francisco “Índio” Xavier derrotou Igor Magalhães por decisão unânime dos jurados. Já Daniel Borges ganhou de Matheus Macieira por finalização, aos 29 segundos do primeiro round.

Sérgio Barcellos

Foto: Leandro Foca