Servidores estaduais do Rio de Janeiro estão com salários atrasados desde agosto

Sem conseguir pagar os salários dos servidores desde agosto, além do 13º de 2016, que também não foi pago, o Governador do Rio, Pezão (PMDB), prometeu usar todo dinheiro da venda da Companhia Estadual de Águas e Esgoto (CEDAE) para pagar essa conta.

Chamado de empréstimo, já que o governo estadual conseguiu autorização com o Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ) para adiantar o dinheiro da privatização da empresa, os recursos, na casa dos 2,9 bilhões de reais, viriam do banco BNP Paribas. A promessa foi feita pelo governador em entrevistas para emissoras de rádio da capital fluminense, na véspera do último feriado de finados, dia 2 de novembro. Segundo Pezão, agora há um prazo legal para que sejam apresentados recursos ao leilão de empréstimo para o estado.

Nesta semana, o governador deve ir a Brasília para acelerar os trâmites burocráticos com o objetivo de liberar os recursos, que seriam usados para regularizar os salários dos funcionários ativos, inativos e pensionistas até o fim deste mês.

“Quero muito chegar ao fim de novembro com todos os salários em dia”, declarou o governador, destacando ainda que o empréstimo será utilizado integralmente para quitar os pagamentos atrasados dos servidores.

Pezão teria comentado ainda a interpelação judicial que a Procuradoria-Geral do Estado (PGE-RJ) encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que o Ministro da Justiça, Torquato Jardim, preste esclarecimentos sobre as acusações feitas contra a Polícia Militar (PM) e a Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro.

“Não é possível deixar uma corporação com 49 mil policiais sob suspeita. Isso precisa ser esclarecido, não só para a Polícia Militar, mas para toda a população”, declarou o governador, lembrando todos os indícios têm de ser comprovados.

Pagamento – Na última terça-feira, 7, o governo anunciou o pagamento dos salários de agosto a 15.375 servidores estaduais, totalizando um valor de 163 milhões de reais, segundo informações da Secretaria Estadual de Fazenda e Planejamento.

A boa notícia teria sido dada pelo próprio secretário, Gustavo Barbosa, ao repórter Edimilson Ávila, da Rede Globo, sem no entanto, explicar quando os salários de setembro, que continuam atrasados, assim como os de outubro, além do 13º salário referente a 2016.

Ainda de acordo com o governo, 221.604 servidores estaduais ainda não receberam os salários de setembro. Para quitar essa dívida, o governo estadual anunciou que precisará de 650 milhões de reais, mas a conta já vai aumentar, já que, na próxima sexta-feira, 10, vence o prazo regular para o pagamento dos salários de novembro.

Tunan Teixeira