Uma modalidade não tão conhecida entre os macaenses e os brasileiros em geral teve papel de destaque no último final de semana na região serrana de Macaé: o corfebol. No último sábado, o Colégio Municipal do Sana recebeu o Campeonato Estadual da modalidade. Curiosamente, o time do Sana acabou faturando o título da competição, após vencer o Casimiro de Abreu e o Viver Bem, de Maricá.

Com a conquista do título, o Sana será a única equipe do país a participar do Torneio Internacional de Corfebol, que será realizado na cidade holandesa de Stadskanaal, entre os dias 27 de outubro e 07 de novembro, na Holanda. Na ocasião, o time brasileiro irá competir contra equipes do País de Gales, Irlanda, Colômbia, Argentina, Holanda, Germânia, Escócia, Eslováquia e Inglaterra.

A equipe do Sana está acostumada a grandes conquistas. Neste ano, ela faturou a medalha de prata na categoria sub-17 do Torneio Hermandad de Corfebol, disputado na Argentina. Já no ano passado, quatro jovens jogadores das unidades municipais do Sana e Pedro Adami integraram a seleção brasileira da modalidade, que conquistou a medalha de ouro no torneio latino-americano, em Montevidéu, no Uruguai.

A equipe do Sana está inclusive lançando uma campanha para levantar os custos necessários para arcar com as despesas da ida para a Holanda. Quem quiser contribuir com o time, basta acessar por meio do site www.vakinha.com.br.

O Corfebol é proveniente da Holanda e se assemelha ao basquetebol. Os jogos contam com dois times formados por oito integrantes cada, sendo quatro do sexo masculino e quatro do feminino. São dois casais no ataque e dois na defesa e a cada duas cestas, eles trocam de posição. No Brasil, apenas Macaé, Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro e Americana (SP) contam com equipes na modalidade.

Sérgio Barcellos

Foto: divulgação