Evento será na próxima terça-feira (10) e vai contar com outras cidades, como São João da Barra, Silva Jardim, São Fidélis, Itaboraí, Rio Bonito e Campos dos Goytacazes.

 

Daniela Bairros

A Secretaria de Educação de Macaé realiza na próxima terça-feira (10) o V Fórum da Orientação Educacional 2017. O evento será na Cidade Universitária, das 8h às 17h, e vai contar com a participação de outras cidades, como São João da Barra, Silva Jardim, São Fidélis, Itaboraí, Rio Bonito e Campos dos Goytacazes.

Segundo a coordenação do evento, a expectativa é que o fórum reúna cerca de 200 participantes, entre orientadores educacionais e pedagógicos, supervisores de ensino, gestores educacionais, além de alunos da área.

Com o tema “A Orientação educacional e os desafios contemporâneos”, o objetivo do fórum é promover reflexões quanto aos recentes paradigmas sociais, dentro e fora do espaço escolar, sob o olhar da Orientação Educacional, cuja proposta é destacar os desafios da vida moderna e tecnológica, na qual alunos de todas as idades são inseridos.

Na programação, debates e apresentações culturais das escolas municipais Lia Kopp Franco, Paulo Freire, Ciep Municipal Maringá e Generino Teotônio de Luna.

O fórum vai contar também com palestras e mesas redondas, que têm como objetivo compartilhar experiências com destaque para os municípios de Macaé, Silva Jardim e São João da Barra. A primeira palestra será “Sinto, logo penso: a importância de trabalhar as emoções na escola”, que será ministrada pela professora doutora Bianka Pires André.

No período da manhã, será realizada a mesa redonda “Protagonismo Juvenil – A escola que temos e a escola que queremos”, que será mediada pela professora orientadora educacional,

Sônia Regina Cardoso. Outra abordagem será “Cultura de paz no contexto atual” destacado pelas  professoras e orientadoras educacional Adelina de Jesus Ribeiro Osawa e  Eronei Leite.

A programação segue no turno da tarde, com as palestras “Música, afeto e aprendizagem. As neurociências na sala de aula”, que será proferida pela professora Cássia Ávila.

 

Crédito: Divulgação